Para o topo
Farofa Magazine
Farofa Magazine
página inicial » Capa »

Entre a história e os livros de receita

23/11/2016

por: Fran Micheli
Entre a história e os livros de receita

Em meio a bolos de chocolate, tortas e brigadeiros, uma reflexão sobre as coisas da vida. Assim nasceu o Minha Mãe Fazia, projeto que a jornalista Ana Holanda desenvolveu para registrar suas memórias afetivas ligadas à culinária. No início, o objetivo era apenas contar os momentos na cozinha com as filhas e o marido, mas com o tempo, o projeto foi crescendo e Ana se tornou uma estudiosa dedicada à história dos cadernos de receita.

Para a jornalista, acompanhar a evolução dos livros onde nossas bisavós e avós anotavam seus tesouros culinários é resgatar a história e compreender a transformação do papel da mulher na sociedade. “Através das receitas e do modo como eram feitas, entendemos como a mulher se comportou com a chegada da comida industrializada, do fogão a gás, da tecnologia.

Entender nossa relação com a comida ao longo dos anos nos ajuda a recuperar as nossas raízes”.

foto: Fan Page do Minha Mãe Fazia no Facebook

Ana é adepta da alimentação natural. Aprecia o fazer em casa e o sentar à mesa em família, mesmo que a correria do dia-a- dia dificulte tudo isso. Numa conversa pelo Skype, ela me disse que é preciso enxergar o quanto de alma tem na comida que oferecemos e que o alimento fresco é precioso porque ainda mantem uma conexão com a vida da terra. “Quando servimos comida a alguém, servimos sentimento também. Alimentação não é só nutrição, vai além disso e sentar à mesa define nossas relações e conexões afetivas”.

O Minha Mãe Fazia foi tão fundo no tema da cozinha afetiva que Ana foi convidada a fazer a curadoria de uma exposição de cadernos de receitas, instalada no Museu da Imigração, em São Paulo. E para 2017, a intenção é transformar as histórias publicadas no Facebook em livro.

www.facebook.com/minhamaefazia

Tem mais neste site aqui, o Conexão Planeta, clica aqui

Sugestões da casa:

 

Capa
Um abraço em forma de comida

Um abraço em forma de comida

Há mais coisas entre a comida e a memória afetiva do que julga nossa vã filosofia. Fomos fundo no universo que gira em torno das nossas percepções sobre as macarronadas de domingo na vovó e da costela no bafo que só o tio Carlos sabe fazer.
09/11/2016
Comente aqui:
Voltar para a página anterior
download edição atual
FAROFA #01
artigos

Bia Amorim

Bia Amorim

Nós não temos tempo

Bia Amorim

Bia Amorim

Ribeirão Preto acumula medalhas cervejeiras

Lili Ribeiro

Lili Ribeiro

Sobre Madalenas

Carlos Alberto Dória

Carlos Alberto Dória

Qualidade é afeto

Rafael Tonon

Rafael Tonon

Comida de Vó

Cris Beltrão

Cris Beltrão

Os “causos” do meu estômago

saiba antes, saiba mais: