O mundo cervejeiro não para de evoluir e, agora, chegou a hora de pedir um chope personalizado, com o lúpulo da sua preferência. Essa é a proposta do Espresso Dry Hopping, tecnologia inovadora desenvolvida pelo Bev Hack Lab. O dispositivo promete revolucionar o serviço em bares, restaurantes e até a experiência com chopeiras caseiras.

A novidade é inspirada nas cafeterias, que oferecem diversos métodos de extração em combinação com diferentes grãos. Com esta possibilidade, o cliente de um bar ou restaurante pode solicitar o lúpulo que mais agrada seu paladar e ter o seu chope customizado com a adição na hora do seu lúpulo preferido. O sistema lembra muito uma cafeteira de espresso e pega uma “carona” neste ritual, simplificando muito a sua operação e entendimento do seu funcionamento.

O dispositivo também pode ser acoplado em qualquer chopeira caseira padrão. Uma nova experiência para o consumidor que poderá revolucionar o modo como servimos a bebida.

O projeto está em fase final de testes, com patente já submetida. Ainda não há data para o lançamento oficial.

O que é dry hopping?

O termo refere-se à adição de lúpulos ao final do processo de produção da cerveja, com ela já pronta. Isso permite a extração de aromas e sabores peculiares na bebida, conferindo ao rótulo personalidade, já que os lúpulos guardam diferenças no perfil sensorial por conta do varietal, terroir, método de produção, fatores climáticos, entre outros fatores.

Este processo evita que grande parte dos aromas se percam, algo comum durante a adição de lúpulo nas fases de ebulição e decantação do mosto cervejeiro.

SOBRE O BHL

O BHL – Bev Hack Lab – é um braço do CIT – Centro de Inovação Tecnológica, com mindset de garagem de inovação e 100% experimental. O laboratório conta com uma equipe enxuta de cientistas e é responsável por pesquisas e desenvolvimento de produtos que andam à margem do principal mercado consumidor de bebidas, com novos olhares para o consumo através de experiências e melhorias que impactam positivamente a vida dos consumidores.”

Você também pode gostar

Cerveja artesanal um olhar em 2024

O mercado da cerveja artesanal como conhecemos atualmente