Para o topo
Farofa Magazine
Farofa Magazine
página inicial » Comendo fora »

9 Cervejas para o amor

02/11/2020

por: Bia Amorim
9 Cervejas para o amor
Beijo. Saliva. Sabores. Foto: Mia Harvey via Unsplash

Como assim nunca fizeram uma lista em que o amor e a cerveja estivessem juntinhos, na temática de harmonizar salivas e cervejas? Um Ph mais diferente do que o outro, leveduras de diversos tipos se misturando em uma orgia sensorial.kiss Beijar tem sabor! Beijo traz textura, inclui gosto, abrange sensação de boca, apresenta corpos encorpados e altas temperaturas.

É cerveja ou é pegação? Um pouco dos dois, uma combinação quente e que chama uma gelada! Fiz uma lista de sugestões de momentos de afeto e alguns estilos cervejeiros, sabores que se combinam entre diferentes línguas.

1. Amor e apetite, abrindo os trabalhos

Poderia ser uma Sour, já que traz salivação! Mas, logo no primeiro encontro pedir uma cerveja ácida pode azedar a paquera. Se for no bar/boteco qualquer coisa combina com os petiscos, e já que o primeiro passo é se conhecer, a conversa em geral pode ir longe.

Sugiro estilos fáceis de beber, pouco complexos e com pouco álcool. Session IPA é a cerveja perfeita para a ocasião! Ótimas cervejas 0% álcool são excelentes pedida e estão cada dia melhores e mais acessíveis.

2. Beijo perdido. Tomou um fora.

Parece que a coisa não foi bem. O beijo não rolou como esperado e você está no banco do bar, na solidão de quem tomou um fora. Neste caso, a cerveja pode ser uma Stout, escura e profunda, como as reflexões sobre o que aconteceu e porque não deu certo. Esse estilo é menos doce do que uma Porter, o momento em que a vida é mais amarga que uma Double IPA, que é também uma boa opção.

3. No portão. Vocês estão se conhecendo.

Um passo de cada vez e seu paladar chega aos céus. Comecem com uma Witbier, leve, fácil de beber, conversas sobre viagens e gastronomia. Aquela primeira coragem, de beber algo mais ousado que uma Light Lager, é o equivalente a pegar na mão de quem está se apaixonando aos poucos. Nada de amargor, papo de conhecer a família, acidez, assuntos de casamento, mão na coxa ou ousadias similares. Beijinho no rosto e copos limpos são ótima base para uma boa relação.

4. Conquistando e seduzindo

Até existe paixão no primeiro gole, mas uma cerveja precisa ser mais do que apenas instagramável. Precisa ser boa, equilibrada e saborosa. Tem que ser macia, suculenta, autêntica, leve, crispy, complexa, elegante, divertida, brilhante, turva. No fundo tanto faz a diversidade da combinação, estamos falando de harmonia e sedução. Uma cerveja que tem camadas e camadas de sabor vem te conquistando a cada pequena bicada. Beijinhos no pescoço, e aquele arrepio valendo para os dois lados. Uma NEIPA pode ser ousada o suficiente, e com a jovialidade necessária para conquistar em muitas camadas, com notas complexas e lúpulos caros como diamante.

A tentação. O prazer. A NEIPA. Pure Gravity, Ux Brew. Foto: Thiago Monteiro (Startup Brewing)

5. Paixão. Prazer e fogo harmonizam.

Eros e o alto teor alcoólico, que eu sou clichê, dá licença!

Uma Strong Dark Ale resolve qualquer coração gelado. Com seus 10% de álcool, também conhecida como Quadrupel (só eu vi "maldade" nesse contexto?). Uma cerveja adulta e complexa, saímos da zona onde existe pudores para o assunto e falar sobre sexo, é parte da vida. Essas cervejas da escola belga, são fabricadas com paciência e paixão até pelos mais celibatários. Algumas taças elegantes, roupas ao chão e muita harmonia entre as partes, nesta cerveja super gastronômica, onde a comida é a parte do convite.

6. Fetiche

Você não sabe se gosta, mas ouviu dizer que a experiência é cara e válida, por isso deseja provar. Assim são as cervejas belgas Lambic e Gueuze (quase pornográfico né!). Paladares que recebem altas doses de adrenalina com cervejas sours, salivam e babam com as novidades exóticas e leveduras selvagens. Não existe comportamento recatado, existe moral e existe respeito no tempo para tentar entender o que fazem tantas leveduras em um só mosto! Olha a discrição do momento e olha a descrição da cerveja!

7. Fantasia

Se organiza que um dia dá certo! Nem todo mundo se diverte com a ideia de vestir uma fantasia, já outras pessoas abrem a mente e deixam todo tipo de ideia surgir. Assim parece ser a receita de uma Pastry Stout, com uma base bem-feita de cerveja e adição de diversos ingredientes como marshmallow, chantilly, chocolates, cupcake e afins. Uma pegada forte e deliciosa de adrenalina, travessura, uma pitada de pâtisserie e muita imaginação adocicada. A locação poderia ser a Fantastica Fábrica de ... Cervejas.

8. Amor próprio

Depois de conhecer um mundo de sabores, receber novidades e construir um paladar e uma relação de confiança, você volta a olhar o básico e mais importante, você! Uma Pilsen bem-feita, com notas maltadas, amargor elegante e equilibrado, autêntica. A beleza e a confiança em um estilo próprio, que pode parecer simples, mas é na verdade complicado. A deliciosa e longa relação com nós mesmos.

Tem coisas que não adiantam adicionar adjuntos, mudar pelos outros, pela moda ou seguir tendências. Um clássico é como aquele ditado que diz “conhece a ti mesmo”.

9. Completude

Um misto de equilíbrio, potência e maturidade. Assim são as cervejas que envelhecem na madeira e os relacionamentos que estão cada dia melhores. Old Ales podem não ter a carbonatação de antigamente e os lúpulos não serem tão frutados e tropicais como de outrora, mas vamos mesmo deixando sedimentos pelo caminho e isso conta nossa história. Um abraço calmo, dormir de conchinha na cama, um beijo longo e aquele suspiro que encontra as notas de tabaco, madeira, celeiro, e vida, um condimento que só a história e o tempo trazem. A cerveja e a madeira convivem por anos e anos juntas, trocando experiências e dividindo aquele espaço onde precisam se entender e evoluir.

heart O mais importante é saber que o amor é a base de toda relação. 

Consuma com moderação a cerveja, ame com respeito. 

Deu sede? Pode encontrar alguns desses estilos e cervejas apaixonantes AQUI.

Uma caminha de cerveja, lençol, cobertor, carbonatação e paixão. Foto: Timothy Dykes via unsplash

Sugestões da casa:

 

Comendo fora
Geleia de bacon, farofa doce de bacon e bacon empanado: o brasileiro não tem limites e essa chef também não

Geleia de bacon, farofa doce de bacon e bacon empanado: o brasileiro não tem limites e essa chef também não

Se tem uma coisa que todos concordamos é que o bacon poderia ser uma das sete maravilhas do mundo, não é mesmo? E uma chef catarinense especializada em hambúrgueres quer provar que também não há limites para degustar essa iguaria.
21/04/2018
Comendo fora
Cervejaria Invicta deu um baile em 2018

Cervejaria Invicta deu um baile em 2018

A Cervejaria Invicta de Ribeirão Preto movimentou mais de 9.000 pessoas em seus eventos este ano e mostrou que sabe embalar a cultura cervejeira na cidade e com bom chope fresco!
07/12/2018
Comendo fora
Comendo em São Thomé das Letras

Comendo em São Thomé das Letras

A mítica cidadezinha mineira que respira Raul Seixas e histórias intergalácticas, também tem uma surpreendente gastronomia. Confira nossos 6 pontos preferidos!
16/01/2020
Comente aqui:
Voltar para a página anterior
download edição atual
FAROFA #3

saiba antes, saiba mais: