Para o topo
Farofa Magazine
Farofa Magazine
página inicial » Comendo fora »

Cervejaria Invicta deu um baile em 2018

07/12/2018

por: Bia Amorim
Cervejaria Invicta deu um baile em 2018
Microbius Experience no palco da Invicta. Foto: Rafael Almeida

Foi um baile, na verdade foram 11 eventos no total em 2018. Quem diria, a Cervejaria Invicta com 7 anos de vida cresceu e mostrou que pode ser muito versátil. Além de fazer boas cervejas, a fábrica conquistou muito mais do que apreciadores cervejeiros, cativou um público que quer sair de casa e vivenciar o ambiente, despojadamente.

Os destaques são para os 3 principais eventos que movimentaram a cidade.

KNOCK DOWN

NOCAUTE

HAMBURGADAS

Juntando a montanha de eventos, mais de 9.000 pessoas curtiram o grande espaço que a Invicta tem em seus galpões, em meio a árvores e tanques e a sala de brasagem. O público é bem variado, mulheres, homens, famílias, casais e gente solteira paquerando, um mix muito interessante e alegre convive bem entre IPA, Weiss, Pilsen e uma diversidade de estilos, humanos e cervejeiros.

Mas não é só chope da casa que sai das torneiras não, muitos convidados chegam para comemorar. Amigos, fábricas parceiras e aquela vibe de colaborativas aumentam os números, são mais de 35 rótulos servidos na festa de aniversário da cervejaria que acontece no mês de agosto. No bar, quase sempre tem uma torneira para os vizinhos e convidados de longe.

O Knock Down é o evento mais popular, trazendo música, cerveja, comida e encontro de tribos, com entrada gratuita e pagando apenas o que consumir. Virou tradição e as edições contam com uma mudança divertida nas temáticas, acompanhando os eventos mais tradicionais como Carnaval, Festa Junina, Halloween e o último do ano, Jingle Beer.

Rodrigo Oliveira, mestre cervejeiro da Invicta. Foto: Rafael Almeida.

Outro projeto badalado é a Semana da Justiça, um saldão da cervejaria com preço final sem os valores do imposto. Teve esse ano também a 4º Churrascada, evento um pouco menor para os amantes do barbecue.

Além dos eventos que produz, a Invicta em setembro deu outro passo, fez a mudança em definitivo do seu bar, que estava alguns quarteirões para trás, para o novo espaço dentro da fábrica. Com isso atende de maneira completa os envolvidos no mercado cervejeiro. O espaço conta também com uma loja de insumos para quem fabrica cerveja em casa. Muito prático, vai fazer cerveja, aproveita e toma uma cerveja!

Os eventos que se criam em torno da cultura cervejeira precisam ser assim, despretensiosos e com frequência. Vamos nos programando e colocando na agenda, não dá para ir em um dá para ir em outro. A cerveja sempre fresca é o lugar de encontro dessa tribo.

O rock and roll, bom e velho tem muito espaço. Existe harmonização tão boa como essa? Boa música, pessoas queridas, o ritual da bebida, a comida de rua. Bons finais de semana em uma cidade quente e tão cervejeira. Bandas como Ira!, Velhas Virgens, Fred Sunwalk, João da Gaita, Beto Leoneti, Microbius Experience e Raimundos são alguns ótimos exemplos que subiram aos palcos lupulados da fábrica.

Só nas Hamburgadas mais de 1.000 sanduíches foram feitos. Fiquei pensando que provavelmente eles foram harmonizados descontraidamente com uma boa cerveja! Essa é a nossa luta no setor, fazer com que as coisas tradicionais se encontrem, sem a gourmetização contemporânea, mas na vida real e que deixa tudo delicioso, sem perceber.

NUMEROS DIVERTIDOS & CURIOSIDADES

  • Imagino que as maiores beneficiadas são as leveduras. Ganharam mais de 35 horas de rock só nos eventos do Knock Down
  • Mais de 40.000 litros de cerveja fresca foram servidas em todos esses eventos
  • Só na festa do Nocaute trabalham mais de 80 pessoas para que o evento funcione direitinho
  • Apesar de fazer 7 anos, o Nocaute, evento de aniversário, acontece faz 3 anos

Quer saber mais? Segue o pessoal nas redes sociais e já coloca na agenda os eventos!

Local: Av do Café 1881

Informações (16) 3236-1365

Facebook.com/cervejariainvicta

Instragram @cervejariainvicta

Sugestões da casa:

 

Comendo fora
Geleia de bacon, farofa doce de bacon e bacon empanado: o brasileiro não tem limites e essa chef também não

Geleia de bacon, farofa doce de bacon e bacon empanado: o brasileiro não tem limites e essa chef também não

Se tem uma coisa que todos concordamos é que o bacon poderia ser uma das sete maravilhas do mundo, não é mesmo? E uma chef catarinense especializada em hambúrgueres quer provar que também não há limites para degustar essa iguaria.
21/04/2018
Comendo fora
Choveu na praia, 6 coisas gostosas para comer em casa quando faz frio

Choveu na praia, 6 coisas gostosas para comer em casa quando faz frio

Quando faz frio a gente gosta mesmo é de ficar em casa e cozinhar coisas gostosas. Fizemos uma lista que tem sabor de memória e dicas muito fáceis.
16/10/2019
Comendo fora
Comendo em São Thomé das Letras

Comendo em São Thomé das Letras

A mítica cidadezinha mineira que respira Raul Seixas e histórias intergalácticas, também tem uma surpreendente gastronomia. Confira nossos 6 pontos preferidos!
16/01/2020
Comente aqui:
Voltar para a página anterior
download edição atual
FAROFA #3

saiba antes, saiba mais:

artigos

Bia Amorim

Bia Amorim

Sommelier de boutiquim?

Bia Amorim

Bia Amorim

Sociedade da aveia, uma tendência cervejeira?

Bia Amorim

Bia Amorim

A tia da cerveja

Bia Amorim

Bia Amorim

Saudades cervejeiras dos amigos que nunca fiz

Bia Amorim

Bia Amorim

A cerveja intelectual

Bia Amorim

Bia Amorim

A cerveja que está na moda