Para o topo
Farofa Magazine
Farofa Magazine
página inicial » Editorial »

Gastronomia cresce e movimenta a economia brasileira

04/03/2020

por: Artigo assinado por Guilherme Satoru, chef de cozinha e fundador da Satoru Consultoria em Food-Service
Gastronomia cresce e movimenta a economia brasileira
Foto: Jay Wennington via Unsplash

Em 2020, completa 12 anos que o filme Ratatouille estreou nos cinemas do mundo, filme que conseguiu ilustrar os efeitos positivos de um bom prato para quem come. O temível crítico gastronômico do desenho, Anton Ego, após experimentar o prato do ratinho Remy, começa a ter flashes de boas recordações da infância. Após esse momento saudosista do personagem, ele devora a comida.

A cena destaca um dos pilares da Gastronomia na vida das pessoas: proporcionar prazer por meio do paladar. Não comemos mais apenas para sobreviver e esta mudança de paradigma faz com que o setor esteja cada vez mais em evidência não só no cinema e na TV, com filmes e reality shows com chefs renomados, mas também na economia.

A associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) aponta que a Gastronomia movimentou aproximadamente R$ 250 bilhões em 2018. Também aumenta cada vez mais a procura por cursos do segmento, que saltaram de 12 mil em 2009 para cerca de 25 mil em 2017, segundo o INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais). Estes números mostram não só como a área está cada dia mais em alta, mas também evidenciam a importância cada vez maior que as pessoas dão para o alimento bem feito. 

A expressão “Você é o que come” nunca fez tanto sentido como agora nos últimos anos na Gastronomia.

Trabalho há mais de 7 anos na área e com a minha experiência criei uma consultoria especializada em restaurantes e empreendimentos de food-service. O objetivo do empreendimento é evitar desperdícios e quebra de vitrine - a falta do produto anunciado - por meio do cook’n chill e lean kitchen, sistemas que melhoram a organização da cozinha. 

Dentro da cozinha é fundamental também destacarmos a formação do cozinheiro e de toda a equipe para o mercado de trabalho, pois são eles que vão produzir o alimento. Com o objetivo de melhorar ainda mais o atendimento, promovo em todo o Brasil cursos que aperfeiçoam o conhecimento de quem já é da área de Gastronomia e também de quem está iniciando. Somente esta iniciativa rende cerca de 400 profissionais formados por ano.

Voltando para Ratatouille, Anton Ego escreveu a sua crítica ao degustar o prato de Remy no restaurante Gasteau’s desta forma: “ontem à noite, eu experimentei algo novo; um prato extraordinário de uma fonte inesperadamente singular. Dizer que tanto o prato, quanto quem o fez, desafiam minha percepção sobre gastronomia, é extremamente superficial. Eles conseguiram abalar minha estrutura”.

Com o lema “me surpreenda”, o crítico não só se surpreendeu, mas também voltará em breve ao restaurante “para comer mais”. O Brasil tem entendido cada vez mais a importância de surpreender o complexo paladar das pessoas, e todos ganham com isso: consumidores, que podem provar pratos saborosos, e os profissionais da Gastronomia, que podem se reinventar neste segmento cada dia mais em relevância.

Sobre o chef

Guiherme Satoru iniciou sua jornada profissional nas áreas administrativa e financeira antes de se formar em Gastronomia em 2014. Aproveitou primeira experiência em uma grande rede hoteleira para seguir carreira e se especializar em tecnologias de produção e aplicação de processos produtivos na metodologia Lean Manufactoring (SEBRAE). Com foco em Cook n Chill, traz como diferencial a técnica culinária alinhada à produtividade em cozinhas. Destacou-se ainda no varejo em segmentos variados como restaurantes e empresas de catering.

Sugestões da casa:

 

Editorial
Empreendedorismo cervejeiro, primeiro Beer Talk Eisenbahn com profissionais discute espaço da mulher no setor

Empreendedorismo cervejeiro, primeiro Beer Talk Eisenbahn com profissionais discute espaço da mulher no setor

Pensando em desmistificar este assunto a Eisenbahn reuniu sete das principais empreendedoras cervejeiras do país para falarem abertamente com jornalistas e responderem perguntas
29/03/2019
Editorial
O cozinheiro e o açougueiro, uma dupla no Youtube

O cozinheiro e o açougueiro, uma dupla no Youtube

Um programa culinário diferente, rápido e divertido! Um açougueiro e um cozinheiro dentro de uma boutique de carnes, com uma filmagem linda e saborosa!
02/04/2019
Editorial
Quanto custa o cafezinho em Ribeirão Preto

Quanto custa o cafezinho em Ribeirão Preto

O café é uma locomotiva. Logo cedo, apita a vontade de nos encher de energia. Depois que ganhou o mundo, a bebida de origem árabe está por todas as mesas e balcões, de cafeterias requintadas ao boteco no bairro simples.
11/08/2017
Comente aqui:
Voltar para a página anterior
download edição atual
FAROFA #3

saiba antes, saiba mais:

artigos

Marcio Beck

Marcio Beck

A cerveja pertence a todos

Bia Amorim

Bia Amorim

A sommelière que habita em mim

Bia Amorim

Bia Amorim

O Bar virtual em tempos de corona

Carlos Braghin

Carlos Braghin

CARTA DE UM QUÍMICO APAIXONADO

Bia Amorim

Bia Amorim

Tomando cerveja sozinha né minha filha?

Camilla Cristini

Camilla Cristini

A comida além da mercadoria: um ode à natureza e à consciência