Para o topo
Farofa Magazine
Farofa Magazine
página inicial » Editorial »

Magic Booze: Primeira cerveja instantânea do mundo é lançada e já está à venda

28/05/2019

por: Farofa Magazine
Magic Booze: Primeira cerveja instantânea do mundo é lançada e já está à venda
Fotos: Bia Amorim

A cervejaria Pratinha, baseada em Ribeirão Preto, vai sacudir o mercado com mais uma inovação: a primeira cerveja (bebida mista) instantânea do mundo. O produto foi lançado oficialmente este ano no Mondial de La Bière, em São Paulo, entre os dias 30 de maio e 2 de junho.

Trata-se de uma cerveja artesanal que foi ultra concentrada e que fica pronta com a adição de um copo de água com gás gelada. O resultado são 250ml do produto pronto para beber. A Magic Booze será comercializado em uma versão de bolso (pocket) que são pouchs individuais, ideais para serem preparados em qualquer lugar. Testes com cápsulas também estão sendo feitos para o uso em equipamentos domésticos. A cerveja está em versão beta e ainda deve ganhar novidades.

 A bebida instantânea faz parte da linha Magic Booze, projeto start-up da Pratinha. Foram nove meses de pesquisas capitaneadas no Beer Hack Lab, espaço de inovação e experiências da cervejaria, e cerca de R$9 milhões investidos no projeto inteiro da cervejaria para chegar até aqui.

Para José Virgílio Braghetto Neto, sócio/diretor da Pratinha, o produto traz uma quebra de paradigmas no mercado e abre novas experiências para o consumidor. “Ficamos muito felizes quando alcançamos o resultado desejado com a Magic Booze e a expectativa é que outros estilos sejam desenvolvidos na sua versão instantânea em breve”.

Como a cerveja instantânea é feita?

A produção da cerveja é feita normalmente. Depois da receita pronta, o produto passa por um processo de congelamento a baixíssima temperatura e redução da pressão, o que faz com que a parte líquida passe pelo processo de sublimação. Na etapa seguinte, a cerveja ganha uma nova adição de maltes e lúpulos de perfis aromáticos. Alguns dos equipamentos estão sendo desenvolvidos e testados em um projeto de pesquisa dentro do Beer Hack Lab. A fórmula e o processo já foram patenteados. O registro no MAPA é de “bebida alcoólica mista”, já que a cerveja é desconstruída e depois reconstituída.

Economia na logística e armazenamento

Desde o século XV, o armazenamento de cervejas em barris é utilizado, mas com a Magic Booze, o volume pode ser drasticamente diminuído. Com uma proporção de 10:1, a bebida pode ser armazenada e transportada em embalagem Post Mix e Kegs. Uma novidade interessante é que qualquer máquina de refrigerante pode ser usada para servir, isso tende a reduzir drasticamente os custos com logística e infraestrutura que em geral é utilizada.

A fórmula base é de uma cerveja artesanal e não tem adição de nenhum ingrediente artificial. O produto continua sendo artesanal, vestido com alta tecnologia.

Mais inovação

Outras inovações também serão apresentadas pela cervejaria no Mondial de La Bière: o B33R3D (Beered), uma plataforma inovadora para impressões 3D, com um viés cervejeiro. De um lado o site com modelos tridimensionais cervejeiros (gadgets) que podem ser baixados gratuitamente e estão prontos para serem usados em impressoras 3D, e do outro, o Beer Hack Lab da Pratinha desenvolveu um filamento biodegradável para as impressões 3D, feito com resíduos da fabricação da cervejaria, adicionados ao P.L.A (ácido poliláctico, um polímero feito de amido de milho).

E por fim, as novidades no aplicativo, agora com versão em inglês e português. Dentro do aplicativo, o “Como Servir” são vídeos onde o processo de serviço é explicado quando a câmera do celular é direcionada para a garrafa e o rótulo se transforma em uma tela; e também o Tour Virtual Pratinha, onde os visitantes poderão conhecer a fábrica em 360º através de um óculos de realidade virtual.

SOBRE A PRATINHA

Fundada em 2013 e atualmente com 18 rótulos em seu portfólio, a Cervejaria Pratinha vem ganhando destaque no mundo cervejeiro pelas apostas em inovação e sustentabilidade. Entre as suas ações em favor do meio ambiente, estão o uso de energia solar, foto biorreator de algas e tratamento de 100 % dos resíduos orgânicos.

A Pratinha também vem colecionando importantes premiações e medalhas de concursos cervejeiros nacionais e internacionais, com destaque para Melhor Cerveja das Américas com a Culotte de La Duchesse pela Copa de Cervezas de América e Medalha de Prata como Melhor Cervejaria das Américas, pelo mesmo concurso em 2018. Outros destaques são premiações no World Beer Awards em design e cervejas (2018), segundo lugar em sustentabilidade no Brasil Brau (2017), medalhas no International Beer Challenge 2017 e 2018 em Londres, Festival Brasileiro de Cerveja em Blumenau, 2018 e 2019 e Aro Rojo no México, 2017 e 2018. No total são 26 medalhas de 9 cervejas em 6 diferentes concursos no mundo, no período de dois anos.

Sugestões da casa:

 

Editorial
Farofa explica: por que a carne está nas alturas?

Farofa explica: por que a carne está nas alturas?

Carnes mais caras, consciência coletiva vegana, cortes mais saborosos. Uma mistura de acontecimentos está mudando a forma de consumo da proteína animal.
02/12/2019
Editorial
Entenda de uma vez por todas o novo decreto da cerveja publicado pelo MAPA

Entenda de uma vez por todas o novo decreto da cerveja publicado pelo MAPA

Entrevistamos com exclusividade o coordenador geral de vinhos e bebidas do Ministério da Agricultura, Pecuária e do Abastecimento (Mapa) para desmistificar as informações que estão sendo compartilhadas por aí. Confira os mitos e verdades.
10/07/2019
Editorial
Quanto custa comer fora?

Quanto custa comer fora?

Instagrams cheios de comida, aplicativos de entrega prometendo o mundo, amigos falando sobre jantares cheios de sabores. Quanto se gasta para sair e comer fora de casa?
04/12/2019
Comente aqui:
Voltar para a página anterior
download edição atual
FAROFA #3

saiba antes, saiba mais:

artigos

Bia Amorim

Bia Amorim

A cerveja que está na moda

Bia Amorim

Bia Amorim

Não adianta chorar o deleite derramado

Bia Amorim

Bia Amorim

Pequenas azedices

Bia Amorim

Bia Amorim

O gabinete do ódio cervejeiro

Marcio Beck

Marcio Beck

A cerveja pertence a todos

Bia Amorim

Bia Amorim

A sommelière que habita em mim