Para o topo
Farofa Magazine
Farofa Magazine
página inicial » Editorial »

Minas Gerais ganha projeto multiplataforma de turismo gastronômico

10/11/2020

por: Redação Farofa
Minas Gerais ganha projeto multiplataforma de turismo gastronômico
Rei do Torresmo | Foto: Francisco Drumont

Minas Gerais acaba de ganhar um projeto de promoção ao turismo gastronômico. No final de outubro, foi ao ar a nova multiplataforma Cumbucca, que vai funcionar como um agregador da cadeia gastronômica do estado, com calendário de eventos, mapas gastronômicos, rotas turísticas, histórias e causos sobre pratos, ingredientes, produtores e cozinheiros. Além disso, a iniciativa pretende atrair mais  visitantes, movimentar o turismo na região e contribuir para o aumento do "orgulho mineiro".

O projeto foi idealizado pelo produtor cultural Marcelo Wanderley que, desde 2013, coordena eventos como Gastronomia da Praça, Foodie Experience, Congresso Mineiro de Gastronomia, Gastronomia tá na Moda, Fuegos Festival e Prazeres da MESA.

Wanderley defende que a riqueza alimentar-cultural de Minas Gerais tem grande potencial de atratividade turística e precisa ser mais divulgada. “Para além do queijo, do café e da cachaça, a comida mineira apresenta uma gama muito mais diversa, se observamos cada canto do estado. É incalculável a imensidão dessa nossa cultura, que envolve desde as receitas tradicionais, até modos de fazer, ingredientes únicos, influência de culturas negras e indígenas, e as histórias das cozinheiras, produtores, lugares que trazem verdadeira alma para os pratos”, explica.

No bar da Lora, Eliza Fonseca e o chef Américo Piacenza. Foto: Francisco Drumont

COMO FUNCIONA

A Cumbucca foi desenhada com foco no conteúdo e experiência do usuário para ser uma ferramenta útil e simples na hora de pensar, planejar e viver uma viagem por Minas Gerais. A plataforma reúne informações sempre atualizadas e recomendações de profissionais apaixonados por Minas e que entendem do mercado. 

“Uma pesquisa do governo estadual apontou que 29,2% dos visitantes disseram que a gastronomia é o primeiro item a ser lembrado quando se fala em Minas Gerais. Isso é mais uma prova de sua importância em nossa identidade. A mesma pesquisa mostra que o pão de queijo foi ressaltado por 41,5% dos turistas. Sem desmerecer esse nosso patrimônio, o nosso plano a médio e longo prazo com para a Cumbucca é mudar esse dado. Queremos fortalecer outros elementos, outros pratos, outros lugares, outras histórias, para agregar à imagem turística de Minas. E, assim, contribuir para um reposicionamento como destino diverso, atrativo, rico, e acolhedor”, defende Marcelo Wanderley.

Flávio Trombino, do restaurante Xapuri, e Marcelo Wanderley, idealizador do Cumbucca / Foto: Francisco Drumont

Como parte do projeto de divulgação do Cumbucca, foram gravados vídeos com personalidades mineiras como o chef Léo Paixão, Nenel (Baixa Gastronomia), o chef Américo Piacenza, o arquiteto Gustavo Penna e a jornalista Lorena Martins (O Tempo), entre outros, que vão explorar algumas riquezas gastronômicas de Belo Horizonte. A ideia é levar este conceito para trazer à tona personagens e histórias da gastronomia de todo o estado.

CUMBUCCA

Site: www.cumbucca.com.br

Instagram: @cumbucca

Sugestões da casa:

 

Editorial
Vai ter flor na comida sim!

Vai ter flor na comida sim!

Flores comestíveis dão cor e sabor à comida. Confira nossas dicas e receitas!
16/08/2017
Editorial
Melhores comidas para os dias mais frios

Melhores comidas para os dias mais frios

Quais são os pratos que fazem sua barriga roncar neste inverno?
05/07/2019
Editorial
Por que cervejas artesanais custam tão caro?

Por que cervejas artesanais custam tão caro?

Todo cidadão possui um sócio oculto. Ele se chama Estado. Até no bar (ou principalmente nele) este sócio marca presença, pronto pra filar uns goles da nossa cerveja.
23/08/2017
Comente aqui:
Voltar para a página anterior
download edição atual
FAROFA #3

saiba antes, saiba mais: