Para o topo
Farofa Magazine
Farofa Magazine
página inicial » Entrevistas »

Point de fábrica cervejeira se torna reduto do rock, conheça a SP 330

13/08/2018

por: Bia Amorim
Point de fábrica cervejeira se torna reduto do rock, conheça a SP 330
Fernanda Marsiglia, toca o bar e toca rock no bar! Foto: Farofa Magazine

"Talvez seja a melhor IPA da cidade". É assim que se apresenta a Cervejaria SP 330 em sua publicidade. E tem mesmo uma cerveja do estilo India Pale Ale muito bem feita e amada. Sempre fresca, a Californication já está na lista de todos os amantes de lúpulo & rock. Mas a lista de líquidos amargos e criativos é muito maior e para isso se fez necessário um bar, mais pertinho, com muitas torneiras, som e boa comida, no meio do bairro do Jardim Botânico em Ribeirão Preto. Para contar um pouco mais sobre esse mercado, falamos com a sócia Fernanda Marsiglia, que toca o bar com mais alguns sócios.

Farofa Magazine: 1- Vocês sabem que Ribeirão teve muitos bares de rock que foram sucesso em anos anteriores, como é a responsabilidade de construir a marca em cima de entretenimento, rock e cerveja?

Fernanda Marsiglia: A bebida e a música sempre estiveram em sintonia, e cada vez mais procuramos unir essas duas paixões, cerveja e rock, com intuito de propagar e mostrar ao público que é a combinação perfeita.
Nós, sócios, tanto do Point, quanto os sócios da cervejaria temos uma conexão muito forte com esse estilo musical, é uma parceria de ideais em comum. Todas as nossas cervejas são inspiradas em músicas de rock. A principal ideia é oferecer ao mercado brasileiro cervejas de alta qualidade e que tem a essência de cada uma. E nada mais justo para os amantes do rock, que uma comemoração em grande estilo e originalidade.

FM: 2- Porque escolher o Jardim Botânico como local para o bar?
FM: A ideia era mesmo de trazer o bar da SP 330 para mais perto dos clientes, dentro da cidade, já que a fabrica se localiza na margem da Rodovia Anhanguera e dificultava o acesso para os clientes irem beber. O Jardim Botânico está bem localizado na Zona Sul de Ribeirão Preto e, encontramos o lugar ideal para montar o bar, com fácil acesso, localizado próximo a uma das avenidas mais charmosa de Ribeirão Preto, que é a Prof. João Fiusa. Contamos ainda com estacionamento em frente e um delicioso deck para quem gosta de curtir um “Hop Hour” na calçada.


FM: 3- O sistema de pet foi um sucesso e está em vários locais da cidade. Como foi dar o ponta pé em um projeto beta como este?
FM: Fomos os primeiros na região a implementar as pets de plástico, no começo com resistência do público, e até mesmos dos sócios. As pets são uma nova possibilidade dos clientes degustarem com qualidade, a cerveja fresca para viagem, com baixo custo de embalagem. Temos sempre a disposição as Pets de 1L ou 500ml, o cliente chega, escolhe qual ele quer levar e enchemos na hora, uma facilidade e tem uma boa saída.

FM: 4- O bar é franquia da Cerveja SP 330 ou é independente?
FM: O Point SP330 é uma franquia da Cervejaria SP 330, que surgiu para trazer os clientes e curtir a nossa cerveja juntamente com uma boa comida e boa música. A cervejaria priorizou focar e investir somente na fabricação e aumentar a sua produção, deixando assim para os franqueados a missão de levar a cerveja até os clientes. Nós nos reunimos e trabalhamos sempre juntos, para que a marca se desenvolva. Desde a parte de treinamento, atendimento, marketing, até a criação e a realização dos eventos são sempre pensados de forma conjunta a fim de trazer o melhor para nosso público.

FM: 5- A distribuidora tem funcionado tão bem quanto o bar? 
FM: A distribuidora ainda está caminhando, conquistando os clientes. Estamos no momento desenvolvendo uma ação mais reforçada para captar mais clientes que preferem beber em casa. Temos toda a estrutura em chopeiras a gelo e elétrica. Além disso, contamos com o melhor serviço de delivery. Fazemos a instalação e retirada dos equipamentos. Nossas maiores vendas são em feriados, épocas festivas e algum evento como aniversário e confraternização.

FM: 6- O público do rock é fiel, como manter a escolha de bandas e cervejas sempre alinhadas com o gosto do cliente?
FM: Temos um público que gosta muito de rock, sempre buscamos colocar na casa bandas que tocam clássicos do rock, mas também variamos com jazz e blues que sempre agradam também.
As bandas ao vivo tocam sempre às sextas, sábados e vésperas de feriados, as 20h30min até a meia noite. Em dias de eventos, temos bandas durante o dia também. Nos outros dias da semana temos som ambiente com um playlist bem variada, sempre respeitando o estilo rock.

Tio Limongi, o amargo (mas só de IPA) argentino da Cervejaria SP 330. Foto Farofa Magazine.

FM: 7- A influência do Tio, sócio argentino da fábrica, está na cerveja, no cardápio ou em ambas as coisas?
FM: Tio Limongi é sim além do nosso mestre cervejeiro, um chef de cozinha que inspira no cardápio do Point, sempre pensando nas combinações e harmonização de cada prato para cada estilo de cerveja. Tio foi quem trouxe a famosa Empanada argentina e o Choripan, dois dos pratos mais vendidos na casa. Em alguns eventos da casa, ele mesmo é quem prepara os pratos que são vendidos na casa.

Sugestões da casa:

 

Entrevistas
Iemanjá, comida de santo e a cultura brasileira: uma entrevista com Jorge da Hora

Iemanjá, comida de santo e a cultura brasileira: uma entrevista com Jorge da Hora

O dia 02/02 é uma data especial, dia que celebramos Iemanjá. Para fazer uma conexão entre a gastronomia e a cultura da comida de santo, conversamos com Jorge da Hora, talvez um dos maiores nomes dessa cozinha histórica importante.
03/02/2020
Entrevistas
Entrevista: Bia Macedo

Entrevista: Bia Macedo

Para ela, a maioridade chegou praticamente junto com uma oportunidade no mercado cervejeiro.
09/11/2016
Entrevistas
Quatro anos de pirataria cervejeira em Ribeirão Preto

Quatro anos de pirataria cervejeira em Ribeirão Preto

A Weird Barrel Brewing Co. completou 4 anos de brewpub cervejeiro em Ribeirão Preto/SP e conversamos com o mestre-cervejeiro João Becker para contar essa história.
17/05/2019
Comente aqui:
Voltar para a página anterior
download edição atual
FAROFA #3

saiba antes, saiba mais:

artigos

Bia Amorim

Bia Amorim

A cerveja que está na moda

Bia Amorim

Bia Amorim

Não adianta chorar o deleite derramado

Bia Amorim

Bia Amorim

Pequenas azedices

Bia Amorim

Bia Amorim

O gabinete do ódio cervejeiro

Marcio Beck

Marcio Beck

A cerveja pertence a todos

Bia Amorim

Bia Amorim

A sommelière que habita em mim