Para o topo
Farofa Magazine
Farofa Magazine
página inicial » Quentinhas »

O Pastifício que virou restaurante

21/06/2019

por: Redação Farofa
O Pastifício que virou restaurante
Gabriel Nogueira, ex-publicitário que apostou nas massas italianas Foto: João Thiago

Quando decidiu largar a profissão no ramo da publicidade, Gabriel Nogueira estava decidido a buscar algo que tivesse mais sentido para o seu propósito de vida. E encontrou a inspiração na cozinha. Fundado em 2014, O Pastifício funcionou até então como uma casa de massas frescas e congeladas que crescia, em média 100% a cada ano.

Com o evento mensal “O Pastifício na Rua”, onde a equipe cozinhava nas noites de sexta-feira para um público que não se importava em sentar e comer na calçada do espaço, na Rua Platina, a demanda foi tomando forma. Muita gente passou a perguntar quando é que a casa aceitaria reservas para jantar.

“Outro problema que enfrentávamos no endereço antigo era a capacidade de estocagem dos nossos produtos. Seguindo pelo crescimento projetado, não havia a menor possibilidade de ter produto para atender a demanda crescente, principalmente no fim do ano. Com a mudança, nossa capacidade produtiva expandiu consideravelmente, o que nos fez buscar a abertura de mercado com parceiros”, explica Gabriel.

Casa nova terá empório e capacidade para 60 pessoas | Foto: divulgação

Diversificando

O Pastifício na Rua foi um divisor de águas. Na primeira edição, segundo Gabriel, foram atendidas pouco mais de 40 pessoas. Um ano depois, estavam atendendo 100 pessoas por edição. Atualmente, são duas edições por mês, servindo 150 pessoas cada. A participação no evento é por reserva, exclusivamente, e os preços variam entre R$37,90 e R$41,90, com menu fechado incluindo entrada, prato principal e sobremesa.

No novo espaço, O Pastifício na Rua será mantido em datas específicas.

Depois de alguns anos estruturando e estudando as possibilidades comerciais, surgiu também a oportunidade de levar a comida italiana para a casa dos clientes. “O Pastifício na Sua Casa” se tornou um outro braço de atuação e a casinha da Rua Platina ficou pequena pra tanto trabalho.

A mudança para o espaço maior aconteceu esta semana. Porém, as atividades ainda devem se concentrar nas vendas, por enquanto. O funcionamento como restaurante está previsto para agosto para jantar aos finais de semana. Em novembro, será servido também almoço executivo de segunda a sexta.

Por enquanto, a casa funcionará como empório com as tradicionais massas italianas artesanais e produtos de produtores locais usados como ingredientes, como queijos da Terra Límpida, de Cássia dos Coqueiros e defumados do Gomo Artesanal, de Ribeirão Preto.

A fachada da casa nova na Rua Conde Afonso Celso | Foto: Divulgação

Serviço

A nova casa de O Pastifício está na Rua Conde Afonso Celso, 1792, no Jardim Sumaré. O horário de funcionamento é de segunda a sábado das 9h às 19h, domingo e feriados até 13h. Em agosto, estará aberto para jantar às sextas e sábados.

Sugestões da casa:

 

Quentinhas
The Black Bulldog oferece curso rápido de panificação artesanal

The Black Bulldog oferece curso rápido de panificação artesanal

Quer aprender a fazer pães deliciosos? Dia 21 tem curso com Vinícius Figueiredo, chefe de panificação da hamburgueria.
13/07/2018
Quentinhas
10 blogs sobre comida para você comer com os olhos

10 blogs sobre comida para você comer com os olhos

A equipe da Farofa fez uma compilação de 10 blogs brasileiros que falam sobre comida de um jeito bem gostoso e com abordagens fora do arroz com feijão
25/07/2017
Quentinhas
FestItália acontece em agosto em Ribeirão

FestItália acontece em agosto em Ribeirão

Festival da Cultura Italiana será realizado no Morro do São Bento entre os dias 3 e 5 de agosto, com barracas de comida típica e apresentações culturais.
23/07/2018
Comente aqui:
Voltar para a página anterior
download edição atual
FAROFA #3

saiba antes, saiba mais:

artigos

Bia Amorim

Bia Amorim

Saudades cervejeiras dos amigos que nunca fiz

Bia Amorim

Bia Amorim

A cerveja intelectual

Bia Amorim

Bia Amorim

A cerveja que está na moda

Bia Amorim

Bia Amorim

Não adianta chorar o deleite derramado

Bia Amorim

Bia Amorim

Pequenas azedices

Bia Amorim

Bia Amorim

O gabinete do ódio cervejeiro