Para o topo
Farofa Magazine
Farofa Magazine
página inicial » Quentinhas »

Sebrae cria grupo para estimular setor de chás do Paraná

09/10/2019

por: Redação Farofa
Sebrae cria grupo para estimular setor de chás do Paraná
Grupo se reunirá em novembro pela primeira vez | Foto: Pexels

O Sebrae / PR criou oficialmente, um grupo de estudos para alavancar a produção de chá e ervas no estado. Com objetivo de ganhar ainda mais destaque no mercado nacional, a iniciativa já conta com a união de 239 empresas cadastradas.  

O Paraná segue como principal produtor de camomila e de erva mate do país. Segundo o IBGE, o Estado foi o responsável por 87% de toda a produção de erva mate do Brasil em 2018. Foi com a industrialização do mate que o Estado viveu seu primeiro importante ciclo econômico, ainda no século 19, quando era responsável por 85% da economia paranaense da época.

Superando as dificuldades

Apesar do bom desempenho dos produtores de chás do Estado, há ainda muitas dificuldades e oportunidades que o grupo poderá ajudar a mapear e a buscar soluções. Segundo a consultora do Sebrae/PR, Maria Isabel Guimarães, há algumas questões junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que podem ser melhoradas. A única lista de plantas autorizadas pela agência para utilização em chás é de 2005.

“A dor de todos é a mesma. Temos uma legislação restritiva e queremos trabalhar por melhorias nesse e em outros aspectos. O Sebrae faz o convite a todos os micro e pequenos produtores de ervas aromáticas, ervas medicinais e de chás e também aos envolvidos na parte técnica. Há muito potencial nesse setor”, avalia.

Além das questões legais, o grupo pretende aprofundar os estudos das propriedades das ervas e dos blends.

A farmacêutica Ana Carolina Winkler Heemann, empresária da Heide Indústria de Extratos Vegetais, observa que o ciclo de relevância do chá para a economia do Paraná está acontecendo e tem sido visível. "Com a união de agricultores, universidades e empresas, teremos mais força para conseguir regulamentar novas ervas e insumos para chás na Anvisa. Às vezes o caminho é simples mas como ninguém conhece como fazer, nada é feito. Como, por exemplo, a regulamentação do uso do coco, que já é consumido na indústria de alimentos mas não tem permissão para uso em chás”, avalia.

O grupo da cadeia produtiva de chás do Paraná deverá se reunir no dia 8 de novembro, na sede do Sebrae/PR, em Curitiba, para discutir próximos passos e ações para o desenvolvimento do setor.

Sugestões da casa:

 

Quentinhas
Mergulho na Cerveja, Ceará recebe seu primeiro congresso do setor.

Mergulho na Cerveja, Ceará recebe seu primeiro congresso do setor.

Pela primeira vez no Ceará será possível, mergulhar no universo da cerveja por meio de uma programação completa com mais de 56 hrs de cursos, mesa redonda, jantar harmonizado e mais uma série de eventos.
28/03/2018
Quentinhas
Lanchonete paulistana investe em rodízio de coxinhas

Lanchonete paulistana investe em rodízio de coxinhas

Se é coxinha que você quer, a Santa Coxinha não regula. Recentemente, a lanchonete de São Paulo criou o Rodízio de Coxinhas com 15 sabores, dos mais tradicionais aos mais inusitados.
02/04/2019
Quentinhas
Cerveja caseira e rotulada

Cerveja caseira e rotulada

a Agência Alvo especializada em criação de rótulo de cerveja no Brasil desde 2009, criou um rótulo gratuito para o cervejeiro caseiro “rotular” suas cervejas e ter um pequeno controle na sua produção.
28/06/2019
Comente aqui:
Voltar para a página anterior
download edição atual
FAROFA #3

saiba antes, saiba mais: