Para o topo
Farofa Magazine
Farofa Magazine
página inicial » Tira- gosto »

11 sugestões para quem não bebe álcool

30/09/2019

por: Luciano Filho
11 sugestões para quem não bebe álcool
Refresco natural produzido pela Blondine | Foto: Fran Micheli

A cada ano, cresce o número de pessoas que aderem às práticas de alimentação saudável, ou por necessidade, ou por conscientização. Seguindo esta linha, o mercado de bebidas não-alcoólicas conquista um espaço importante nas prateleiras e fideliza um público que antes pelejava para encontrar boas opções que não fossem os tradicionais refrigerantes artificiais e energéticos. 

A produção de bebidas dos mais variados tipos como chás, refrigerantes naturais, sucos e drinks naturais vem crescendo vertiginosamente, trazendo refrescantes e saudáveis alternativas. 

De acordo com dados coletados pelo Ministério da Saúde e pela Organização Mundial da Saúde (OMS) nos últimos 7 anos, o consumo de bebidas alcoólicas teve uma queda de 11% no Brasil, representando diminuição de 8,8 para 7,8 litros por pessoa ao ano.

Então, se você não gosta, tem intolerância ou simplesmente prefere não beber álcool, já deve ter passado pelos momentos de perplexidade dos amigos. “Como assim, não bebe”? O eterno motorista da rodada, geralmente, é rondado pela sensação de estranheza em bares e eventos sociais.

Mas, se você se encaixa neste grupo e quer variar, nós selecionamos algumas bebidas deliciosas e saudáveis para te fazer companhia na próxima festinha com os amigos. 

Vai ter gente largando o copo de lado para roubar a sua!

Confere a lista:


1. Switchel - Kiro

Água, gengibre, mel e vinagre de maçã = Switchel | Foto: Fran Micheli

A Kiro é uma marca produzida por agricultores urbanos da Cooperapas - Cooperativa Agroecológica de Produtores Rurais de Água Limpa da Região Sul de São Paulo. 

Eles produzem o Switchel, uma bebida que já tem milhares de anos, mas que não possui uma origem exata. Porém, sabe-se que ela passou a ser reconhecida como o isotônico natural de agricultores.

O Switchel é composto por apenas quatro ingredientes: água, gengibre, mel e vinagre de maçã. Seu sabor é um tanto complexo, já que é levemente doce, picante e com um toque ácido. Além de não ter álcool, o Switchel não possui conservantes, corantes, saborizantes e aditivos, ou seja, completamente natural.   

A Kiro vende o produto pelo site www.bebakiro.com onde é possível fazer uma assinatura para receber unidades da bebida em casa. 


2. Kombucha 

Kombuchas se tornaram populares por suas propriedades probióticas | Foto: divulgação

A Kombucha é uma bebida gasosa, ácida e adocicada,  tradicionalmente produzida a partir da fermentação do chá de folhas da planta Camellia Sinensis e por uma cultura de bactérias e leveduras, que pode ter até 40 microorganismos. Esta cultura forma uma camada gelatinosa na superfície, chamada de “mãe”. Nascida da China, já falamos sobre Kombucha AQUI.

Ela também pode ser feita com diversas outras folhas, como as de mate e hibisco. Também vão no preparo ingredientes como água, açúcar e a “mãe”. Tudo isso é misturado em um pote que deve ser tampado por um pano e ficar em descanso. A bebida costuma levar um período de 15 dias para ficar pronta.

Após o fim da primeira fermentação, é preciso retirar a maior parte do líquido do pote e depois repetir o processo com o que sobrou. Essa grande quantidade de líquido é a que deve ser consumida. Uma dica é colocar frutas e temperos para dar um gostinho a mais e dar uma valorizada no sabor.

Agora, se você não tem muita paciência para fazer em casa, pode comprar sua Kombucha no mercado. Atualmente, existem várias marcas disponíveis. Demos algumas sugestões NESSA MATÉRIA. Algumas das marcas mais tradicionais por aqui são a Tcha, TAO, Cia dos Fermentados e OM.
 


3.  Ginger Ale 

Fermenado de gengibre é famoso fora do Brasil | Foto: Pixabay

Se grande parte dos refrigerantes é um tanto prejudicial para a saúde, a Ginger Ale surge como o "mocinho" da família. Muito comum nos Estados Unidos, Canadá, Japão e Inglaterra, a bebida é feita à base de gengibre, ingrediente rico em propriedades e possui efeitos anti-inflamatórios e antioxidantes.

A Ginger Ale tem um sabor bem marcante de gengibre, possui menos gás e é menos doce do que os demais refrigerantes tradicionais.


4. Cajuína

Cajuína orgânica, da Embrapa Agroindústria Tropical (Ceará) | Foto: Divulgação

A cajuína é uma bebida típica do Nordeste brasileiro, muito produzida e consumida no Maranhão, Ceará e principalmente no Piauí, onde é considerada Patrimônio Cultural do Estado e símbolo cultural da cidade de Teresina.

Como o nome já sugere, a bebida é produzida a partir do suco de caju, tem uma coloração amarelada devido à caramelização do açúcar do fruto que vem em grandes quantidades. Então, é recomendável não exagerar na dose,, apesar da bebida ter um sabor mais leve que o do suco e ser bem refrescante.

A cajuína é rica em vitaminas A e C, que beneficiam o sistema imunológico, prevenindo gripes e resfriados. Ela também combate sintomas do estresse, é benéfica para a pele e age protegendo os nossos olhos contra a catarata, por exemplo.

Benefícios não faltam. A cajuína é um bom acompanhamento tanto para petiscos no Happy Hour quanto para refeições.


5. Soda Italiana

Xarope de fruta, água com gás e gelo | Foto: Row Pixel

Apesar do nome, a Soda Italiana é, na verdade, originária dos Estados Unidos. É um refrigerante feito tradicionalmente com água gaseificada e xarope de fruta, mas também é possível fazer a bebida em casa com uma fruta de verdade, a sua escolha.

Cereja, maracujá, melancia, abacaxi, maçã-verde entre tantas outras combinações possíveis, a Soda Italiana é uma bebida versátil, refrescante e fácil de fazer. Apenas água com gás, gelo e a fruta batidos em um recipiente e pronto! Já pode servir.

Pela praticidade, encontrá-la em bares e restaurantes é muito comum, já que virou um hit entre os drinks das casas mais descoladas. 


6. Pink Lemonade

Pink Lemonade: toque de groselha na versão brasileira | Foto: Pexels
 

Essa bebida tem a cara de um drink tradicional, porém, sem nada de álcool. A Pink Lemonade é uma limonada rosa, muito comum nos Estados Unidos. 

Sua cor é rosa graças a um ingrediente muito especial, a groselha, que dá à limonada um sabor marcante e refrescante, principalmente para as épocas de calor - que por aqui são intensas.

Para preparar o Pink Lemonade, basta apenas um limão, água, açúcar a gosto, gelo, groselha e cerejas. É só chacoalhar na coqueteleira e beber. Além do sabor, o conjunto da obra fica bem bonito, então com certeza vai acabar atraindo alguns olhares.


7. Baer Mate

Baer Mate: erva mate como protagonista | Foto: divulgação

A Baer Mate é uma bebida que pode ser considerada uma infusão, refrigerante e até mesmo um energético, já que além de ser refrescante, proporciona energia. Ela é composta por pura erva mate, gaseificada, adoçada com suco de maçã e uma pitada de cafeína natural, não tem glúten e possui baixa caloria.

Ela nasceu em Berlim, na Alemanha, e reverenciou no Brasil um ingrediente que já conhecemos muito bem: o mate. Com menos açúcar do que um refrigerante e um energético teria, a Baer Mate é uma bebida natural e saudável. 

Além de tudo isso, você pode ter uma caixa da bebida de maneira bem fácil, na sua casa. No site da Baer Mate, www.baermate.com é possível criar uma conta e colocar os dados do endereço onde você quer que a entrega seja feita. 


8. Drinks com água de coco - Turbinado de limão

Água de coco é uma coisa que nunca sai da moda, principalmente no Brasil onde as altas temperaturas estão presentes quase o ano todo. 

O turbinado de limão é uma bebida com água de coco, limão, folhas de couve e fatias de melão. Extremamente refrescante, o turbinado é muito saudável e fácil de fazer. Talvez não seja tão fácil encontrar em bares e restaurantes, mas a dica está dada para fazer em casa com os amigos.


9. Kefir de água

Kefir de água para um bom funcionamento do intestino | Foto: divulgação 

O kefir é a bebida fermentada produzida a partir dos grãos de kefir, também conhecidos como cogumelos tibetanos ou plantas de iogurte. O termo deriva do turco keif, que significa “bem-estar” ou “bem viver”. 

Os grãos de kefir, quando cultivados em água, são pequenos, translúcidos ou de cor caramelo, dependendo do açúcar utilizado, e tem a aparência de micro-cristais. Se produzidos da maneira indicada, resultam em uma rica bebida probiótica com sabor levemente efervescente e ácido, que pode lembrar um caldo de cana ou um guaraná sem gás.

O kefir de água precisa ser cultivado em um ambiente mineral - ou em água filtrada - e com açúcar.

O consumo do kefir apresenta benefícios para a regularização do funcionamento intestinal, regenera a flora intestinal e contribui para a estimulação das defesas naturais do organismo.


10. Refrescos naturais Bebop e Joy

Refrescos naturais são alternativa aos refrigerantes | Foto: Fran Micheli 

Na onda do consumo saudável, algumas marcas de refrescos naturais pipocaram nas prateleiras de empórios. Ainda não tão presentes em bares ou restaurantes, são boas opções para ter em casa e para levar na reuniãozinha com os amigos. 

As marcas Bebop (produzido pela cervejaria Blondine) e a Joy, são alguns dos representantes dessa nova geração de refrigerantes. Menos doces, menos gaseificados, eles trazem ingredientes naturais e não possuem conservantes, aromatizantes e corantes. 


11. Infusões prontas para beber Suívie

Infusão de hibisco + frutas = Suívie | Foto: divulgação

A marca metade suíça e metade brasileira de infusões prontas para beber chegou este ano às prateleiras de mercados como St. Marché . No rótulo, apenas ingredientes naturais e sem conservantes, corantes ou químicos. 

Disponível nos sabores Hibisco com Limão, Hibisco com Morango e Jabuticaba, as bebidas da Suívie contam com uma cooperativa local no interior de São Paulo e com um trabalho artesanal de despolpe do fruto.

Apesar de entitulado “chá gelado”, a bebida traz uma infusão, já que tem como base o hibisco. Chá é a denominação da bebida extraída exclusivamente da planta Camellia Sinensis (que origina o chá verde, preto e branco).

Sugestões da casa:

 

Tira- gosto
11 projetos cervejeiros femininos que fizeram a diferença em 2018

11 projetos cervejeiros femininos que fizeram a diferença em 2018

As mulheres tomaram a frente e encabeçaram ideias de impacto na sociedade e no mercado. Conheça as figuras cervejeiras por trás dos projetos mais transformadores deste ano.
20/12/2018
Tira- gosto
25 sorveterias em Ribeirão Preto pra refrescar o calor intenso

25 sorveterias em Ribeirão Preto pra refrescar o calor intenso

Com tanto calor, criamos um guia com muitas opções de sorveterias, gelatos e picolés para apaziguar essa temperatura surreal de maneira saborosa! Chame os amigos e faça seu próprio tour refrescante!
24/01/2019
Tira- gosto
5 habilidades que bartenders precisam para se destacar em 2020

5 habilidades que bartenders precisam para se destacar em 2020

Marco De la Roche, diretor de educação do BCB São Paulo, lista pontos fundamentais para quem busca impulsionar a carreira
24/01/2020
Comente aqui:
Voltar para a página anterior
download edição atual
FAROFA #3

saiba antes, saiba mais:

artigos

Marcelo Whately

Marcelo Whately

Existe a carne perfeita?

Gabriel Castaldini

Gabriel Castaldini

Saindo uma porção de McFritas com tumbérgia

Taís Suhre

Taís Suhre

Quebrando os padrões

Sabrina Cyrillo Medella

Sabrina Cyrillo Medella

Tudo que não te contaram sobre os Base-Planta!

Marcia Daskal

Marcia Daskal

Comer melhor em 2020

Bia Amorim

Bia Amorim

Quando meu marido me pede uma cerveja