Para o topo
Farofa Magazine
Farofa Magazine
página inicial » Tira- gosto »

9 sugestões vegetarianas para quem está repensando sua alimentação

21/01/2020

por: Bia Amorim
9 sugestões vegetarianas para quem está repensando sua alimentação
Feira, o melhor lugar para um vegetariano estar. Foto: Bia Amorim

Cresceu, expandiu e chegou nas conversas de bar. Comer ou não comer carne, esta é a questão. O vegetarianismo que alguns anos atrás estava muito conectado com questões religiosas e filosóficas, agora chega ao status de moda e vem influenciando a maneira como as pessoas comem. Contra essa tendência, existe também a epidemia de churrascos, cortes premium de carnes, a volta dos cortes baratos e saborosos e a demanda por melhores tratos na criação dos bichinhos. O debate da alimentação está sempre mudando a forma como comemos, essa fato leva a muita pesquisa e criação de direções da indústria. E já não basta salvar cordeirinhos, é preciso que esse lifestyle comprove que faz bem para a saúde, o status social ou o planeta como um todo.

Meus pais são vegetarianos há mais de 20 anos e neste tempo todo eu só parei de comer carne algumas vezes em viagens, como para a Índia quando passei 3 semanas por lá, eu tinha 15 anos. Eu sobrevivi bem, mas na volta pedi um sanduíche gigante com presunto. Quase achei que ia passar mal pelo tempo vegetariana, mas foi tudo bem. Tanto a privação, quanto o retorno.

Minha mãe é ótima cozinheira, além de exploradora de livros de receita de todos os tipos e assídua de bons programas culinários. Ela cozinha só para ela, para o casal, para a família e amigos que curtem descobrir os novos sabores de quem não come carne, mas está disposto a desbravar a gastronomia. Com isso, eu ganhei em minha dieta muitos sabores complexos e um paladar mais maduro.

No Brasil, segunda a Sociedade Vegetariana Brasileira (S.V.B), 14% da população se diz vegetariana, isso representa cerca de 30 milhões de pessoas, o que não é pouca gente (AQUI). Os cardápios de restaurantes começam a se adaptar e melhorar a qualidade da comida entregue para aqueles que escolhem por uma dieta diferente.

Quem quiser saber mais sobre o tema, vale assistir no Netflix o documentário Dieta de gladiadores, que conta sobre esportistas de alta performance que seguem a dieta.

Segundo o site da S. V. B., o vegetarianismo costuma ser classificado da seguinte forma:

(a) Ovolactovegetarianismo: utiliza ovos, leite e laticínios na sua alimentação.

(b) Lactovegetarianismo: utiliza leite e laticínios na sua alimentação.

(c) Ovovegetarianismo: utiliza ovos na sua alimentação.

(d) Vegetarianismo estrito: não utiliza nenhum produto de origem animal na sua alimentação.

Você pode começar de leve com a campanha SEGUNDA SEM CARNE e ver como se sente em relação à sua digestão, disposição e conforto sensorial. O site do projeto é cheio de bons motivos para você não comer carne, pelo menos 1 dia na semana. A tendência é forte e mundial. O crescimento nos próximos anos já é esperado e a indústria tem olhado e investido em pesquisas.

Pensando nisso e toda a discussão que hoje tem gerado o assunto, fiz uma pequena lista com 9 dicas essenciais que podem estar na rotina de quem não come carne. Para os carnívoros, uma lista para sair da bolha de que proteína animal é extremamente necessária. Conversei com um grupo vegetariano no facebook e conhecidos, para ajudar a formatar a lista e atrair seu apetite:

  1. LENTILHA E OUTRAS SEMENTES E GRÃOS

A lentilha é uma leguminosa deliciosa e muito nutritiva, em geral preparada nas festas de finais de ano em uma tradição para dar sorte. Pode se tornar uma receita no dia a dia e substituir o feijão para mudar um pouco os ares. Saladas com a lentilha fria também são agradáveis se bem temperadas. Capricha no temperô, algumas especiarias fazem as camadas de sabor serem complexas e estruturadas, fugindo do sabor mais "plano" do feijão com temperos padrão.

O grão de bico é outro ingrediente chave e muito gostoso, que deve ser usado na rotina da alimentação. O Brasil é bastante sortudo e temos diversas opções com as variedades de leguminosas que podemos colocar no prato. Os brotos não estão na moda à toa, são pequenos deleites. Com molhos de meles, iogurte e fazendo uma conexão com os fermentados, tudo ganha uma explosão na refeição.

Receita: Lentilha do dia a dia do site Panelinha

Diversidade de lentilhas. Foto Jessica Gavin

  1. FRUTAS COMO INGREDIENTE BASE DA RECEITA

A sugestão aqui é um guacamole. O abacate é amassado e temperado com cebola, tomate, limão, sal, azeite e coentro, em uma típica receita mexicana. Pode ser consumido com pães, tipo uma entradinha ou então com folhas diversas em um acompanhamento na salada. Muito saboroso, o prato salgado as vezes desperta curiosidade em quem só come o abacate com o gosto doce. A jaca é outra fruta que tem sido muito usada na gastronomia (link dica AQUI) e tem até oficina para ensinar o preparo (link da matéria AQUI.).

Receita: 5 receitas de Guacamole do site GreenMe

Guacamole em um dia de praia. Foto: Bia Amorim 

  1. MASSAS

Um dos pratos mais fáceis e práticos são as massas. As diversas opções possíveis, trazem ao preparo sem carne muita dinâmica. A dica aqui é uma lasanha, com massa tradicional, molho vermelho, montada com cenoura ralada e queijo mozarela e finalizada com molho branco e queijo gratinada. Mas a criatividade nessas horas é nossa melhor amiga e por isso você ainda pode substituir a massa de trigo por berinjela ou abobrinha, fazendo uma versão ainda mais light da receita. A lasanha de espinafre é também sucesso em nutrição.

Receita: Dona Dirce no Youtube Lasanha de espinafre com molho branco

  1. VERDURAS E LEGUMES, COM RECEITAS FUTURÍSTICAS

Criatividade é sempre necessária na hora de comer, ainda mais em tempos de diversidade aflorada nos empórios e mercados por aí. Com tanta opção, ficou fácil reproduzir algumas receitas, tirando um ingrediente e trocando por outro. Os legumes de maneira geral trocam bem de lugar com as carnes e com um pouco de processo, transformamos a receita.

Hoje se fala muito no hambúrguer do “futuro”, a mídia entrou na onda da indústria e está revelando alguns segredos sobre o caso. Falamos sobre o caso AQUI, com a Sabrina, nossa colunista.

Receita: Hambúrguer Vegano no Youtube da Irina Cordeiro

Hambúrguer que não é. Foto Showmetech 

  1. COGUMELOS, COMESTÍVEIS

Uma baita troca justa! Esses fungos são uma boa troca de sabor, textura e possibilidades. Com alta carga de proteína, pode servir bem em diversas ocasiões e no dia a dia. Os mercados e horti-frutis cresceram a oferta em bandejinhas (detesto aquelas de isopor, torcendo para resolverem isso logo, mas já tem lugar que coleta esse tipo de descarte, limpo, para reciclar) mistas ou com as diferentes variedades. É preciso cuidado na hora de escolher, pois cada tipo tem sua peculiaridade.

Receita: Bruschetta de cogumelos do site Destemperados

Lindíssimos cogumelos. Foto: Megumi Nachev via Unsplash

  1. QUICHES, TORTAS & PANQUECAS

Não são todas as pessoas que curtem uma fatia de torta ou panqueca salgada, mas eu acredito que essas preparações são práticas e muito completas, possibilitando trabalhar com diferentes recheios. Panquecas recheadas de ricota e espinafre, gratinada com molho branco são um clássico do almoço de domingo, que tem mais tempo para enrolar os disquinhos. Quiches vão bem em recepções e festinhas ou até mesmo em um dia da semana com um punhado de salada e brotinhos.

Receita: Quiches diversos do site da revista Claudia

Mette van der Linden via Unsplash

  1. MIMETIZAÇÕES DOS CARDÁPIOS CARNÍVOROS

“Copiar os hábitos, cores ou formas de outro organismo ou ambiente para se proteger; imitação; camuflagem” segundo o site Informal. Ou seja, frango vegetariano não é galinha, mas dizer “frango frito vegetariano” faz com que as pessoas encontrem na receita algo que já conhecem, culturalmente aceito, um hábito seguro. Parece frango, mas não é frango. A proteína de soja em geral cumpre bem esse papel.

Receita: Frango frito vegano do canal Youtube do Mohamad Hindi

Receita: 10 pratos típicos com versão vegetariana do site Incrivel Club

Rafael Ribas e Luisa Motta (Larica Vegana), que ensinam sobre o "frango" frito. Foto: Divulgação

  1. O PRATO BRASILEIRO, ROTINA SEM CARNE

Não é verdade que o Brasil seja um país apenas carnívoro, por conta da boa proteína animal. Comemos muitos pratos que nasceram sem carnes e que podem dar um belo jantar, completo. Com a carne subindo o preço ainda mais, fica difícil para quem tem família grande e precisa economizar. O arroz com ovo é um clássico da economia e bem confort food, pode ser reforçado com um legume refogado e uma farofa. O arroz com feijão "já é meio caminho andado", como diria minha mãe. Ainda segunda ela, as verduras e legumes de cor verde escura são muito boas, apesar de "produzir pum", tem muita proteína.

Receita: 5 pratos brasileiros que são naturalmente veganos do site Herbivora

Feira, o prato do brasileiro. Foto: Bia Amorim

  1. OS PRATOS ASIÁTICOS CLÁSSICOS

Grão de bico cozido com leite de coco e pimenta, currys de todas as cores e picância a gosto. A cozinha oriental está em todos os cantos brasileiros, mas com quase todo seu foco nos restaurantes japoneses do salmão com cream cheese. Ainda assim, sobrevivem elementos importantes e que já foram incorporados, como o tofu que é uma ótima opção de alimento vegano. O lado de lá do planeta consome de maneira diferente as proteínas animais, ou não consomem, mas temperam e processam o alimento bem diferente do que aqui. Na Índia, a vaca é um animal sagrado, então por lá não tem moda de ancho e dry age com filé. Em países como a Malásia e Indonésia, a entomofagia é normal, eles comem insetos! As diversas religiões também são responsáveis pelas escolhas alimentares e neste quesito cultural, aprendemos coisas novas.

Receita: Pratos orientais veganos do site Veggietal

Receita: Tofu vegano no site Food Network

Prato vegetariano com tofu grelhado. Foto: Anh Nguyen via Unsplash

Para mim, formação de uma refeição vai muito além de escolher "o que" comer. Cada pessoa tem uma necessidade diferente de alimentação e os novos tempos nos mostram que é ir além do sabor que nossas mimadas papilas gustativas nos obrigam. Nos novos tempos, sem precisar caçar nossa comida, é importante saber escolher dentre as opções que estão a um dedo de distância. O futuro é deixar que nossa consciência escolha o que ingerir e com isso transformar em boas ações para o corpo e a mente, mais saudável.

Já citamos o assunto vegetarianismo AQUI, AQUI e AQUI .

Outros links que eu pesquisei e achei interessante: 

Por que comer menos carne ajudará o planeta no futuro ?  Jornal Nexo:  https://www.nexojornal.com.br/expresso/2018/12/10/Por-que-comer-menos-carne-ajudar%C3%A1-o-planeta-no-futuro  

RECEITAS VEGETARIANAS RÁPIDA E FÁCIL (Ovo-Lacto) | Amanda Oliveira https://youtu.be/mTroOuEhFIA

MARMITAS VEGETARIANAS https://youtu.be/Fk9yIWWgI-g

VIDA VEGETARIANA: https://youtu.be/0r4p3GYpmgg

Um dia na vida de um vegetariano https://youtu.be/pyLeSmrrZc8

Desafio 30 dias sem carne https://youtu.be/ZbjSWPZYngc

Sugestões da casa:

 

Tira- gosto
Barista de mim, 9 itens essenciais para fazer café para si

Barista de mim, 9 itens essenciais para fazer café para si

Chaleira, café, coador e alguns itens que tem história. Fazer café para si mesmo todos os dias pode ser um bom trabalho não remunerado, mas cheio de números e formas.
04/10/2019
Tira- gosto
Gastronomia da Deprê: os 15 melhores memes do mundo culinário

Gastronomia da Deprê: os 15 melhores memes do mundo culinário

Escolhemos 15 memes de gastronomia para você que é um ~bom gourmet~ se divertir!
15/07/2018
Tira- gosto
10 Podcasts de gastronomia para seguir e ouvir

10 Podcasts de gastronomia para seguir e ouvir

O que fala a gastronomia atual? Escolhemos 10 podcast para ouvir em qualquer lugar, com os melhores da gastronomia compartilhando entrevistas, tendências, modas e dicas para quem gosta e para quem empreende no setor de alimentos e bebidas.
05/12/2019
Comente aqui:
Voltar para a página anterior
download edição atual
FAROFA #3

saiba antes, saiba mais: