Cervejaria Blondine comemora 8 anos de mercado e exportação para China e Estados Unidos

Cervejaria Blondine comemora 8 anos de mercado e exportação para China e Estados Unidos

- em Beber
288

Sabores originais e qualidade. Essas seriam escolhas perfeitas se quiséssemos definir a Cervejaria Blondine em poucas palavras. Há oito anos no mercado, o prestígio da cervejaria artesanal brasileira possibilitou à produtora de Itupeva, interior de São Paulo, tornar-se uma das maiores e mais respeitadas empresas do seu segmento no país.

Atualmente com mais de 20 rótulos de linha, a Cervejaria Blondine iniciou, há um ano, a exportação de seus produtos. O primeiro mercado internacional atingido pela marca foi o Estado da
Flórida, nos Estados Unidos, onde já tinha estabelecido um escritório comercial no Miami Center em parceria com a APEX (agência do governo brasileiro de apoio às exportações). A meta é alcançar os 50% em dois anos.

A fábrica, instalada em Itupeva, cidade localizada em um pólo turístico a cerca de uma hora de São Paulo, teve investimento total de R$ 12 milhões e parte dos recursos conta com apoio do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento). Com uma sala de brassagem de 35HL, tanques de fermentação e maturação de 25HL e 50HL e uma linha de envase e pasteurização de garrafas computadorizada, a estrutura inclui o que existe de melhor e mais moderno em se tratando de equipamentos para uma cervejaria artesanal. Hoje a produção tem capacidade de fermentação e maturação de 100 mil litros/mês, podendo ser expandida ao limite da capacidade de brassagem e envase de 300 mil litros/mês. Em novembro de 2015, a fábrica finalizou a instalação da Linha de CO2, e é uma das únicas no mercado que dispõe desta instalação.

Especialista em criações e parcerias de sucesso, a marca valoriza seus rótulos unindo-se a grandes nomes da gastronomia brasileira e acrescentando ingredientes que potencializam a qualidade e o sabor de cada produto. Em seu portfólio, por exemplo, cervejas com adição de café 100% arábica, de frutas – como amora, acerola, abacaxi e coco. Entre os clientes da Blondine figuram restaurantes reconhecidos no setor gastronômico como as casas de Jefferson e Janaina Rueda (Casa do Porco, Bar Dona Onça, HotPork), Grupo Antonietta (Jacarandá, Antonietta, Obá e Taka Daru), Rubaiyat e o renomado Maní.

Seguindo a tendência mundial de produtos mais naturais, a marca lançou também sua própria linha de refrigerantes artesanais, o Be Pop. A bebida é formulada com polpa de fruta, tem menor quantidade de sódio, menos calorias e zero conservantes químicos. São cinco opções de sabores: Guaraná, 2 Limões, Laranja, Tônica com Pepino e Pink Lemonade.

A cervejaria possui um novo escritório comercial na Vila Olímpia e outro em Miami, nos Estados Unidos, além da fábrica em Itupeva e o Centro de distribuição na Lapa. Os produtos estão à venda em mais 12 Estados Brasileiros, em mais de 600 pontos de venda.

Mídias Socias da marca:
facebook.com/blondine.oficial
instagram.com/blondine.oficial

Você também pode gostar

Com curadoria do Instituto da Cerveja Brasil, 17º Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia Cervejeira apresenta tendências para 2022

Durante os dias 30 de maio a 1º