Festival Tereza de Benguela Cervejeiras celebra a vida das mulheres negras no meio cervejeiro

Festival Tereza de Benguela Cervejeiras celebra a vida das mulheres negras no meio cervejeiro

- em Eventos, Matérias

Com o intuito de debater o protagonismo e a posição da mulher negra em uma sociedade patriarcal e majoritariamente branca, ocorreu, em 25 de julho de 1992 o primeiro encontro de mulheres negras, latinas e caribenhas em Santo Domingos, na República Dominicana. Reconhecido pela ONU ainda neste mesmo ano, o Dia da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha foi inspiração para o dia de Tereza de Benguela, no Brasil, em 2014.

Em vias deste protagonismo, o 1º Festival Tereza de Benguela Cervejeiras, que antecede a data e acontece no dia 23, conta a história de mulheres pretas deste mercado, suas conquistas e também mostra as múltiplas vozes que compõem a narrativa dentro de um ecossistema especialmente branco e heteronormativo, como o da cerveja. O projeto foi desenvolvido por Danielle Lira, sócia e fundadora do Torneira Bar, Daniele Souza, da Omi Odara, as cervejeiras Adriana Santos e Cinara GomesSara Araújo, sommelière de cerveja.

“O Festival Tereza de Benguela Cervejeiras chega para conectar experiências, contar  histórias de mulheres incríveis e suas contribuições no  mercado  cervejeiro  e carregar, na  ponta da lança, nossa ancestralidade, nosso trabalho de fomento e acessibilidade  a cultura cervejeira com propósito, profundidade e  multipontencialidades!” Compartilha Cinara Gomes, Tecnóloga Cervejeira

“Queremos celebrar a vida ao mesmo tempo em que contamos histórias com nomes importantes da atualidade e mostrar que podemos fazer muito mais do que esperam de nós”, explica Daniele Lira, sommelier de cerveja e sócia proprietária do Torneira Bar, um bar de todes para todes, da Vila Madalena. “Isso só foi possível com a parceria de mulheres singulares e engajadas, e claro, de patrocinadores que acreditam no nosso movimento da mudança que temos feito dentro do mercado”, finaliza a executiva.

Quem tiver mais de 18 anos e estiver no festival poderá degustar, com moderação, Spaten, patrocinadora do evento. Nascida em 1397 em Munique, a marca que chegou ao Brasil no ano passado tem forte ligação com o meio cervejeiro e já está presente nos principais eventos de cerveja do País.

O Festival também terá uma campanha de doação, e todo o alimento será destinado à ONGs que auxiliam mulheres negras em situação de vulnerabilidade social.

Com uma programação cheia, o Festival Tereza de Benguela Cervejeiras acontece a partir das 14h, no Torneira Bar.

Arte Festival Teresa de Benguela. Divulgação

Agenda

  • Palestras fazendo resgate histórico da data;

  • Palestra sobre harmonização;

  • Palestra sobre história da cerveja;

  • Palestra sobre consumo responsável;

  • Roda de conversa com mulheres negras do mercado cervejeiro;

  • Palestra sobre processo de fabricação da cerveja;

  • Mini sarau com poesias;

Torneira Bar

Endereço: R. Inácio Pereira da Rocha, 121 – Vila Madalena – São Paulo (SP)

Data e Horário: 23 de julho de 2022 a partir das 14h

Cardápio: Cervejas premium, drinks autorais (com e sem álcool) e alimentação com e sem carne (incluindo opções veganas)

Você também pode gostar

Quem são e como bebem os brasileiros?

O brasileiro é um apaixonado por cervejas. De