As 6 melhores coxinhas de Ribeirão

As 6 melhores coxinhas de Ribeirão

- em Comer, Reviews
458

Amadas, idolatradas, desejadas, recheadas. Fomos atrás das coxinhas que realmente valem a pena serem conhecidas em Ribeirão Preto e que estão fora dos holofotes gastronômicos. Convidamos um corpo de jurados especializados em vadiagem botequeira e conhecemos novos e velhos lugares que capricham na hora de montar a iguaria mais famosa do Brasil. E agora dividimos o resultado desse roteiro com você, com avaliações de 1 a 5 baseadas em quesitos como: crocância, textura, sabor, quantidade de recheio etamanho.

Aprecie sem moderação!

Os convidados do júri

JP Trovó: produtor de moda e stylist com foco em publicidade e filmes nacionais. Não se importa em sair do shape para degustar as melhores coxinhas da cidade.

Lili Ribeiro: empresária, sócia da Farofa Magazine, formada em gastronomia, metade São Paulo, metade Portugal, gosta de provar tudo que tenha tempero, cor, aromas, sabores, texturas e gosto de quero mais.

Daiany Maia: é fundadora da agência Ovelhas Negras, mas seu melhor job é fazer panceta.

Mauro Homam: designer de interiores, cozinheiro e com um apetite imenso pelas coisas boas da vida.

Quesitos avaliados: Aparência, tamanho, crocância da casca, massa, quantidade de recheio, textura, tempero e sabor, temperatura e ambiente. Todos os jurados deram suas notas em cada quesito e o resultado é a média geral.

———————————————————————————————

6º lugar

Tira-Gosto
Imagina um lugar ideal para sentar e tomar uma cerveja estupidamente gelada depois de um dia de trabalho? O Tira-Gosto é um boteco-salgadeira com um cardápio super variado. A coxinha vem em diversas versões: tradicional de frango, camarão, brócolis, carne seca, entre outras. Acompanhamos a produção na cozinha: todas as coxinhas são montadas e fritas na hora, de acordo com o pedido de cliente! Apesar de todo o cuidado, os jurados destacaram o excesso de sal na receita.
Conceito geral: 3,1
Av. do Café, 605 – Vila Amélia

———————————————————————————————

5º lugar

A Baronesa
A antiga lanchonete no Centro da cidade é um ponto de parada obrigatória antes de pegar o busão para o trabalho ou escola. O salgado também teve a aparência mencionada pelos jurados. Foi uma das maiores coxinhas que provamos, porém os participantes a consideraram “massuda” demais. Vale por uma refeição na hora da pressa.
Conceito geral: 3,3
Rua Américo Brasiliense, 581 – Centro

———————————————————————————————

4º lugar

Coxinhas Dona Nita
No Jardim Irajá, a Coxinhas Dona Nita promete trazer a tradição de Bueno de Andrada, pequena cidade próximo à Araraquara famosa pela iguaria. Tem casquinha super crocante e resistente à mordida do jeito que tem que ser e a massa mais bem avaliada pela maioria dos jurados.
Conceito geral: 3,4
R. Chile, 1101 – sala 5 – Jardim Irajá

———————————————————————————————

3º lugar

Coxinha Paulista
No coração do Jardim Paulista, a Coxinha Paulista atrai estudantes e trabalhadores da área. Nas avaliações, os jurados destacaram  itens como tamanho ideal e crocância da casca. E tem duas opções de recheio: a tradicional e com requeijão. Tivemos uma certa decepção porque algumas vieram com o recheio gelado, apesar de terem sido fritas na hora. No entanto, isso foi avisado pela proprietária quando fizemos o pedido. Nossa dica é pegar a coxinha da estufa para não correr esse risco.
Conceito geral: 3,4
Rua Henrique Dumont, 568 – Jd. Paulista

———————————————————————————————

2º lugar

Arpoador
Um local agradável e com carinha de praia pra você desestressar no happy hour ou final de semana. A porção de coxinhas causou comoção generalizada em nossos jurados: de tamanho médio, elas são ideais para dividir com amigos. Recheio cremoso na medida e casquinha crocante que derrete na boca. Uma grata surpresa para os olhos e o paladar.
Conceito geral: 3,6
Praça Rotary Club, 105 – City Ribeirão

———————————————————————————————

1º lugar

Bar da Tia Nena
O bar de esquina no Ipiranga reúne o pessoal que não abre mão de uma sinuca no fim do dia. E tem também uma das coxinhas mais bem avaliadas pelos nossos jurados! O Bar da Tia Nena foi surpreendente, já que ela vem pessoalmente cumprimentar os clientes e trazer as coxinhas quando elas saem da fritadeira. De tamanho GG, a coxinha ganhou destaque pela quantidade e sabor do recheio: o molho de pimenta utilizado é feito na casa e é segredo de Estado. Uma das jóias escondidas na nossa periferia!
Conceito geral: 3,8
R. Rua Guaporé, 1044 – Ipiranga

———————————————————————————————

HORS CONCOURS

Foto: Rafael Almeida

Sabemos que, provavelmente, você deve estar pensando: mas e a coxinha do Vila Dionísio, gente, cadê? Pois é, ela já é tão famosa, que decidimos dar menção honrosa fora do “concurso” pelo histórico e preferência dos ribeirão-pretanos. Afinal, é sempre bom conhecer algo fora da nossa zona de conforto, né?

Você também pode gostar

As melhores dicas para se beber cerveja

Para escrever esse texto eu abri uma cerveja. Já seria um momento de alegria, abrir uma cerveja. Mas então eu pensei no copo, na temperatura, no sabor, tantas emoções.... É isso que uma bebedora profissional faz.