Caça às trufas na Itália agora é patrimônio reconhecido pela Unesco

Caça às trufas na Itália agora é patrimônio reconhecido pela Unesco

- em Viajar
262

A Unesco reconheceu nesta quinta-feira, 16 de dezembro, a caça e extração de trufas na Itália como Patrimônio Cultural e Imaterial da Humanidade. Segundo a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura, esta atividade abrange conhecimentos e práticas passada há séculos de geração para geração.

A trufa é um tipo específico e raro de cogumelo subterrâneo que é apenas encontrado por cães farejadores e porcos treinados. Todo este processo envolve conhecimentos geográficos, biológicos e botânicos aprimorados, além de técnicas únicas para “garimpar” as trufas, que são vendidas como iguarias de luxo mundo afora.

Os caçadores de trufas italianos são reconhecidos também por criarem um senso de comunidade em torno da prática e colaborarem para o equilíbrio ecológico e da biodiversidade das florestas onde são caçados os cogmelos.

Segundo a Coldiretti, principal associação de agricultores da Itália, o país possui mais de 130 mil caçadores de trufas.

O QUE É TRUFA?

Trufa (ou tartufo, em italiano) é o nome popular dado a um fungo da família Tuberaceae, que cresce junto às raízes de árvores – como a castanheira e o carvalho – cerca de 4 a 40 cm abaixo da terra.

A trufa cresce em sistema de simbiose com a raíz, ou seja, extrai os nutrientes da árvore e devole a ela vitaminas e outros nutrientes, auxiliando na saúde da planta. Quando o fungo está totalmente maduro, exala um aroma inebriante (assim como seu sabor), que atrai os cães e porcos caçadores.

Você também pode gostar