abChá realiza o 2º Festival Brasileiro do Chá durante a Naturaltech

- em Artigos

A Associação Brasileira do Chá, abChá, que tem como objetivo principal fomentar o mercado e a cultura de chás nacionalmente, vai realizar a segunda edição do Festival Brasileiro do Chá durante a NaturalTech, maior feira de negócios e produtos naturais da América Latina.

O evento, que acontecerá no Anhembi de 12 a 15 de junho, prevê um público estimado em 45 mil pessoas, além disso, conta com a participação de dezenas de marcas engajadas com formações, experiências, produtos e serviços relacionados ao mercado dos chás, blends e infusões no Brasil.

Com foco em ampliar o alcance e a qualidade das informações fornecidas sobre os chás no país, a abChá organizou uma programação completa que pretende engajar os públicos que já têm afinidade com um estilo de vida mais saudável.

Por meio de workshops e palestras os participantes poderão explorar mais sobre os tipos de chás verdes, benefícios da erva-mate, conhecer o rooibos, arbusto sul-africano recém aprovado pela ANVISA para comercialização no país, além de aprender a fazer drinks com chás e infusões brasileiras. Além disso, toda água usada para preparar as bebidas durante o festival será oferecida pela parceira da abChá, Água Platina.

“Sem dúvida será um evento incrível, uma oportunidade de atingir novos públicos, falar e demonstrar as diversas possibilidades dos chás, infusões e blends brasileiros, valorizando esse mercado que está em crescimento”, comenta Luciana Reginato, Presidente da abChá.

Agenda  2º Festival do Chá

12/06

Talk and Taste  

⏱️18h às 19h

Workshop de drinks inéditos, orgânicos e brasileiros, aromatizados com chás e infusões

Com Rodolfo Bob, Mixologista da abChá


14/06

Espaço Bem Estar

⏱️17h às 18h

Chá das cinco Workshop de chá verde

Com Yuri Hayashi, pesquisadora, especialista em chá e fundadora da Escola de Chá Embahú


15/06

Lounge VIP Nutricionistas

⏱️15h às 15h20

Chá da tarde da abChá: Erva-mate, benefícios e os diferentes sabores

Com Ariana Oliveira, sócia-fundadora da Inovamate e membro do IBRAMATE.


⏱️15h20 às 15h40

Chá da tarde da abChá: Rooibos, arbusto sul-africano recém aprovado pela ANVISA

Com Benício Coura, co-fundador da Chá Dō e conselheiro da abChá


Espaço Bem Estar

⏱️17h às 18h

Chá das cinco – O chá no dia a dia como bebida saudável –  Com Carla Saueressig,

vice-presidente da abChá e fundadora da Academia Brasileira de Chá e Erva-mate


Todos os dias

Entre as ruas 14 e 15 do Anhembi, você encontrará os expositores das marcas:

📚Academia Brasileira do Chá e Mate – Formação e experiências

🍵 Amazing You – Blends

🍵🫖Chá Dō – Chás e acessórios

🍵🫖Calumi – Blends e acessórios

🍵🫖Catherine Fine Teas – Chás e acessórios

🍵🫖Condessa Rivas Fine Teas – Chás e acessórios

🍵Estrela Vitta – Chás e acupuntura

‍💼Expertease – Facilitadora de negócios

🍵🧉🌶️Gourmate – Blends, erva-mate e temperos

🧉Inovamate – Blends com erva-mate

🍵🫖Moncloa – Chás e acessórios

🍵🫖Pranai – Chás e acessórios

🍵🌶️QLY Ervas – Chás, shots e produtos personalizados

🍵Sítio Shimada – Chás

🍵🫖Talchá – Chás e acessórios

Para participar da programação agendada é só se inscrever antecipadamente e presencialmente nos espaços indicados e comparecer nos respectivos dias e horários. As vagas são limitadas.

1º Festival Brasileiro do Chá

A primeira edição do Festival aconteceu em agosto de 2022, no HM Food Café, em Pinheiros, e reuniu dezenas de expositores e empreendedores ativos no mercado brasileiro, além de um público de aproximadamente 2 mil entusiastas e curiosos.

“O mais interessante é que o primeiro festival foi realizado logo depois da pandemia. Era um dia chuvoso, muitas pessoas não se conheciam, outras se abraçavam e choravam. Então foi muito emocionante. Esperávamos um público de, no máximo, 300 pessoas e no final recebemos muito mais. Foi um verdadeiro reencontro para as pessoas que trabalhavam com chá, proporcionado pela abChá. Então, o festival vai sempre ter esse propósito de festejar o chá no Brasil de forma próxima e presencial, conclui a Vice-Presidente da abChá, Carla Saueressig.

Sobre a abChá

A Associação Brasileira do Chá tem como objetivo fomentar o mercado e a cultura dos chás, blends e infusões no Brasil. Com a profissionalização do setor, mais produtos de qualidade, cursos e informações confiáveis estarão disponíveis. A abChá acredita que, por meio da criação e divulgação de conteúdos especiais, juntamente com atividades que aproximem os profissionais da área, será possível engajar cada vez mais a população e gerar um crescimento significativo da cultura e do consumo da bebida no país.

Sobre a planta do chá (Camellia sinensis)

Camellia sinensis é a planta que dá origem às seis categorias de chás considerados puros, chá branco, chá amarelo, chá verde, chá pós-fermentado, chá oolong e chá preto. Pode ser encontrada na variedade C. sinensis (chinesa), C. assamica (indiana) e C. lasiocalyx (cambodiana). Tecnicamente, são considerados chás as bebidas derivadas das centenas de variedades botânicas da espécie Camellia sinensis. Composições mistas de folhas de chá, flores, frutos e especiarias são chamados de blends, e ervas puras ou combinações de ervas, sem a presença da Camellia sinensis, chamam-se infusões.

Sobre o mercado do chá no Brasil

A trajetória do chá em terras brasileiras data da época do Brasil Colônia. O cultivo nacional ganhou força e se espalhou pelo País, principalmente nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Após a consolidação do cultivo, nas décadas de 1920 a 1940, as áreas cultivadas com Camellia sinensis atingiram seu tamanho máximo na chamada  “época de ouro do Chá”, entre os anos de 1950 e 1990.

No Brasil, assim como em outros países exportadores da época, a cultura agrícola do chá era voltada principalmente para exportação e produzia chás a granel, o que colocava os produtores numa posição de vulnerabilidade no que diz respeito a fatores macroeconômicos como flutuação cambial e alta inflação. Desta forma, os subsequentes planos econômicos, somados à falta de estabilidade e investimento do estado para fomentar o setor, fez com que os produtores brasileiros ao longo dos anos perdessem competitividade resultando no grande encolhimento do setor. Atualmente, o Brasil vive um novo capítulo dessa história, em que plantações abandonadas estão voltando a ser cultivadas e há um grande interesse por parte dos consumidores e produtores em produtos nacionais e de qualidade.

 

Você também pode gostar

21 de maio é Dia Internacional do Chá: conheça 12 curiosidades sobre a bebida 

Bebida atrai público brasileiro e pesquisas indicam tendência