“Gastronomia é mais que glamour, é sangue, suor e boletos”. Entrevistamos a Rê Cruz, criadora do Foodness e do Ser.Vir

“Gastronomia é mais que glamour, é sangue, suor e boletos”. Entrevistamos a Rê Cruz, criadora do Foodness e do Ser.Vir

- em Entrevistas, Matérias
247
Foodness - Rê Cruz. Foto: Divulgação

Mais do que uma consultoria, a empresa Foodness se tornou uma comunidade. De curso de gestão de negócios, mentoria e até um podcast, a empresa cresceu. Agora lança novos projetos, entre eles o Ser.vir, um importante evento lança um olhar para uma demanda do mercado, e uma plataforma digital, o CORE, espaço de troca e aprendizado.

Para falar mais sobre os lançamentos, entrevistamos a cabeça, cara e coração do Foodness: a empresária Rê Cruz, que trata a gestão de negócios muito a sério, mas com muita conversa, inteligência, trocas de experiências, ótimo networking e amigos do ramo gastronômico. Nos episódios do podcast, o Foodness Talk, ela já começa se apresentando “Meu nome é Renata Cruz, eu sou chef de cozinha, empresária e fundadora do Foodness, que é uma consultoria de negócios de alimentação.”

Fizemos 6 perguntas sobre o negócio, pandemia e os lançamentos. Confira!

FM – O que é ser Foodness?

Rê Cruz: O Foodness é uma plataforma de conteúdo de gestão para negócios de alimentação. Trabalhamos com consultoria, mentoria e produção de conteúdo com cursos, ferramentas a uma comunidade digital que também estimula networking e troca entre empresários. A nossa marca vem da contração das palavras Food & Business, então podemos dizer que ser Foodness é ser apaixonado pelo mercado de alimentação e focado em resultados operacionais de mercado.

FM – Qual o curso de maior sucesso do Foodness?

RC: O conteúdo de maior procura ainda hoje é o de Ficha Técnica e CMV, acredito que por ser o primeiro passo para falar de números em negócios de alimentação.

FM – O gestor conhece e entende de seu negócio? O que falta no mercado brasileiro?

RC: Estamos dando muito mais valor a entender de números e olhar o sonho como negócio. Vejo uma grande mudança de comportamento especialmente após o início da pandemia.

FM – Como foi a época de pandemia para vocês?

RC: Nosso negócio sempre teve 70% da estrutura digital, portanto o impacto na dinâmica da empresa não foi grande. Quando percebemos que as coisas iriam ficar complicadas, aceleramos ainda mais a produção de conteúdo. Entendemos que gestão seria um assunto fundamental. Nos primeiros meses do fechamento fizemos cursos online com 5 especialistas do mercado. Foi um período intenso de trabalho e aprendizado.

FM – Como funciona o CORE, a plataforma que vocês lançaram?

RC: O CORE é plataforma de assinatura do Foodness, funciona como um Netflix, a pessoa escolhe assinatura mensal ou anual e tem acesso a todos os nossos cursos e conteúdos, material pra download, encontros online e ao vivo e também terão acesso a encontros presenciais que começarão no segundo semestre.

O Foodness CORE é uma comunidade de troca, suporte e estudos pros empresários, gestores e donos de negócios.

“Gastronomia é muito mais que glamour. É sobre sangue, suor e boletos.”

Slogan da Foodness.

FM – E o evento SER.VIR que acontece pela primeira vez em abril, qual o propósito? Para quem se destina?

RC: Essa história é um sonho antigo. Sempre entendi que havia um abismo entre as pessoas que procuravam uma posição no mercado e quem tinha vagas para oferecer. Depois que as operações reabriram na pandemia, passei a receber ligações diárias de amigos, colegas e clientes domos de negócio que precisavam contratar e não conseguiam.

O Foodness Ser.Vir é um espaço para que esse encontro aconteça e com isso vamos levar capacitação e conhecimento para os profissionais de sala, cozinha e setores de cozinha interessados. Temos duas palavras de ordem na empresa: crescimento e transformação, e essa iniciativa nos possibilita oferecer isso pro mercado.

servir_evento_foodness

É um evento 100% produzido e promovido pela nossa equipe com parceria da Anhembi Morumbi, que cedeu o auditório da universidade, One Box, Eme Brasil e Ninguém Mais Tem.

As mais de 400 vagas presenciais esgotaram em menos de 24 horas e por isso também resolvemos transmitir o evento ao vivo online. Dessa maneira pessoas de todos os estados podem acompanhar e aprender com os 12 palestrantes, entre eles Alex Atala, Paola Carosella, Benny Goldenbeg e Fabio Gurgel. Sou profundamente grata pela confiança e parceria desses profissionais e estamos radiantes de poder levar esse conteúdo gratuitamente para as pessoas que carregam o setor e fazem acontecer todo dia!

Você também pode gostar

“CNN Jornadas Culinárias” estreia com gravações em Londres e San Sebastian

Na estreia da série internacional “CNN Jornadas Culinárias”,